A permuta técnica de imóveis é nada mais, nada menos do que a troca de imóveis sem ser necessário recorrer à compra ou venda dos mesmos. Saiba neste artigo, em que consiste a permuta técnica e quais as respetivas vantagens e desvantagens.

A título de exemplo, iremos explicar em que consiste a permuta tradicional com um exemplo prático. 
permuta de casas


Em vez de venderem as respetivas casas, estas famílias trocam de casa e no final acertam o valor da diferença

Para além da permuta tradicional, existe também a permuta técnica, onde entra uma terceira parte, por norma, um construtor. Esta pode ser uma excelente alternativa à permuta tradicional.


O que é a permuta técnica?

A permuta técnica envolve três partes, nomeadamente o proprietário de um imóvel, o comprador e o construtor. 

A permuta técnica acontece quando o proprietário do imóvel tem interesse numa casa nova que ainda pertence ao construtor. Para efetuar a permuta, deve ter prontamente um comprador para a casa. Desta forma:
  • O construtor ficou a ganhar pela rapidez da conclusão do negócio;
  • O construtor escoou um imóvel que tinha para venda;
  • O proprietário do imóvel poupou dinheiro, dado que apenas pagou o valor da diferença de valores entre a casa velha e a nova e pagou o IMT (Imposto Municipal sobre Transações Onerosas de Imóveis) e o Imposto de Selo;
  • O comprador ficou com a casa que desejava. 

 

Como proceder à permuta de imóveis?

Não é fácil alinhar todas as partes num negócio de permuta, pelo que é recomendável ter o apoio de consultores imobiliários independentemente das partes envolvidas para uma gestão favorável de todo o processo.

A permuta técnica tem vantagens e desvantagens. Eis alguns pontos importantes que deve conhecer caso esteja a ponderar recorrer à permuta técnica.
 
permuta técnica de imóveis
 

Quais são as vantagens da permuta técnica?

 

Poupança

É possível poupar no processo de troca de casa através da permuta técnica.

Tratando-se o seu imóvel da propriedade com o valor mais baixo, esta troca funciona como se estivesse a abater o valor no custo de um novo imóvel. 


Benefício fiscal

Para além dos benefícios ao nível do IRS, numa permuta técnica, os proprietários não pagam IMT se os imóveis forem trocados por valores iguais.

Por outro lado, não é exigido o pagamento do IMT ao interveniente que fica com o imóvel de menor valor, visto que quem compra o imóvel mais caro ficará encarregue do pagamento deste imposto.

No entanto, quando isto não acontece, este imposto calculado por norma sobre o valor total de uma transação imobiliária, incide apenas na diferença declarada de valores.

Assim, a título de exemplo, se o imóvel X (avaliado em 300 mil euros) for trocado pelo imóvel Y (avaliado em 275 mil euros), o proprietário do imóvel Y ficará encarregue do pagamento do IMT sobre os 25 mil euros que constituem a diferença entre ambos.


Rapidez e facilidade

A permuta técnica de imóveis permite evitar questões burocráticas, tempos de espera demorados e, por vezes, investimentos extra, normalmente associados à venda de uma habitação. 


Negociações mais rápidas

As negociações de uma permuta técnica tendem a ser mais rápidas e mais simples, contrariamente à compra ou venda de um imóvel.

Na permuta técnica, a negociação é feita apenas pelas partes envolvidas, ou seja, não precisa de procurar casa ou de procurar um comprador.

A permuta de imóveis é uma alternativa às formas tradicionais de comprar ou vender casa e apesar de ter vantagens e de ser, aparentemente, mais simples, há desvantagens que importa não descurar.


Quais são as desvantagens da permuta técnica?


Processo demorado

Uma permuta técnica pode ser demorada no momento de encontrar proprietários compatíveis, isto é, encontrar uma habitação com as características que deseja e cujo proprietário esteja interessado na mesma troca pode não ser fácil.

O recurso a imobiliárias que tenham a opção de permuta de imóveis pode ser uma mais-valia. A floresta IMOBILIÁRIA pode ajudar neste processo.


Conflito de interesses

O conflito de interesses é o maior entrave a este tipo de transação, uma vez que implica a existência de três proprietários que procuram precisamente aquilo que os outros oferecem para troca.

A parte emocional que os proprietários impõem sobre o seu património, poderá também ser um problema. É natural que se dê valor sentimental a alguns aspetos da casa, e que não ache os mesmos na casa para permuta. Na verdade, será difícil encontrar uma casa com o mesmo valor patrimonial que a sua.


Diferença entre os valores

Outro ponto desfavorável, será por exemplo, a diferença entre os valores patrimoniais de uma zona rural e de uma zona urbana. 

Ter um T3 numa zona rural pode significar ter um valor patrimonial equivalente a um T1 numa zona urbana. Assim sendo, prepara-se para receber propostas de casas com menos divisões ao mudar de uma zona rural para uma zona urbana.

Em suma, a permuta técnica pode ser uma opção viável para quem já é proprietário e pretende mudar de habitação, mas pode não ser um processo fácil de conseguir, dado que fazer a correspondência exata das necessidades de ambas as partes não é um processo fácil, mas caso se alcance, pode trazer grandes benefícios para todas as partes envolvidas.

Clique na imagem abaixo e preencha um formulário com os dados necessários do tipo de imóvel que quer vender ou arrendar, para que os nossos agentes imobiliários consigam fazer um estudo de mercado imobiliário justo e rigoroso.
 
consultores imobiliários